Ecos do Sertão de Canudos

09/05/2012 16:36:34

canudos_gA Guerra de Canudos, uma das lutas mais conhecidas do país, entre o exército brasileiro e a comunidade de Belo Monte, no sertão baiano, é fonte de pesquisa ainda hoje, mais de cem anos depois.

Por isso, na próxima quinta-feira (10.05), às 19h30 estreia na TVE Bahia o documentário inédito: “Ecos do Sertão de Canudos”. Sob inspiração do livro “Os Sertões”, de Euclides da Cunha.

“Tróia de Taipa”, “A Guerra”, “Cultura do Sertão”, “O Canto do Sol”, “Bendengó, a pedra que caiu do céu”, “Economia Sertaneja”, “Turismo do Sertã” e “Seu Ademar de Uauá” trazem passagens abordando as figuras da região do Alto Sertão Baiano, a centenária Guerra de Canudos e demais elementos que compõem as histórias e os ambientes do Raso da Catarina.

“Consegui registrar nesta série que a experiência de Antonio Conselheiro resultou numa memória coletiva popular, nessa teimosa e insistente região do semi-árido baiano”, disse o diretor do documentário, Manuca Passos, que é professor e pesquisador de história oral.

A origem, as causas e o massacre da guerra são analisados por historiadores e pesquisadores locais. “O sertão de Canudos plasmou uma experiência única no Brasil do século XIX, de construir uma sociedade auto-sustentável por um beato que incomodou a classe dominante da época”, lembra Manuca.

Em “Ecos do Sertão de Canudos” também poderão ser vistos poetas e cantores exibindo a rica diversidade cultural do sertão baiano. A culinária sertaneja, focando no bode e no umbu, é apresentada como bem cultural, além de elemento fundamental da economia.

A história do meteorito do Bendegó, que caiu numa antiga região da cidade de Uauá e, desde 1888, está em exposição no Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, também é assunto do documentário.

Navegue no nosso Portal e assista a programação da TVE Bahia ao vivo. Clique aqui.