Nosso Carnaval 2010

07/02/2010 17:00:00
Jornalismo de primeira, mais de 70 horas de transmissão ao vivo, muita música e uma programação diversificada, com espaço para todos os gostos e estilos, especialmente para as manifestações que representam a identidade festiva da população. A TVE Bahia parte desse conceito para fazer do projeto Nosso Carnaval 2010 a maior operação carnavalesca da história da emissora, que este ano completa 25 anos de existência.
Para dar conta da ousada proposta, a Secretaria de Cultura destinou ao Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) recursos da ordem de R$ 1,6 milhões, maior investimento já feito para uma cobertura temática na TV pública baiana e que representa quatro vezes o valor investido no Carnaval 2007, primeiro ano da gestão. Ao aporte financeiro soma-se a experiência acumulada nos três carnavais anteriores, que se traduz em uma programação variada de perfil cultural, potencializada pela cobertura em outros municípios do estado e a parceria com produtoras independentes e emissoras como a TV Brasil e a portuguesa RTP.
A TVE Bahia passa a transmitir o Carnaval de Salvador, ao vivo, a partir de quinta-feira (11/02), às 21 horas, e vai manter suas equipes nos três circuitos – Batatinha (Centro Histórico), Dodô (Barra-Ondina) e Osmar (Campo Grande-Praça Castro Alves) – até a madrugada da Quarta-Feira de Cinzas (17/02), com imagens exclusivas dos blocos afro, de samba, de índio, afoxés, trios independentes e outras atrações, como os grandes nomes da axé music e os shows do palco no Terreiro de Jesus.
Além de uma série de interprogramas temáticos, com informações históricas e curiosidades sobre artistas, blocos e a festa nas ruas, a emissora vai exibir clipes musicais de medalhões como o grupo Asa de Águia e a cantora Daniela Mercury.

Parceria como conceito

De sábado a terça-feira, a partir das 23 horas, a TVE Bahia veiculará uma hora de transmissão para todo o país graças a mais uma parceria com a TV Brasil. E já a partir de quinta-feira, o apresentador Lincoln Macário, deixa os estúdios da TV Brasil em Brasília para ancorar o jornalístico Repórter Brasil, às 20 horas, diretamente de Salvador. Com a RTP – Rádio e Televisão Portuguesa, um acordo prevê trabalho em equipe, entre os profissionais da TV pública local e a emissora lusitana, para a realização de reportagens, entrevistas e outros conteúdos a serem exibidos pelos dois veículos.
Voltando-se para outras regiões do estado, como faz desde 2007, em sintonia com a política de descentralização da Secult e do Governo Wagner, a TVE Bahia comemora este ano sua presença em outros municípios durante a folia. Maragogipe, Rio de Contas, Barreiras e outras cidades estarão na tela com seu Carnaval menos midiático, mas com toda a força e colorido de uma tradicional celebração regional.
“Para nós, é um desafio e uma provocação saudável ao mercado propor essas coberturas de blocos independentes, do Carnaval Ouro Negro e dos carnavais alternativos em outros municípios do estado, que são igualmente ricas em suas manifestações”, avalia Sahada Mendes, diretora de Operações do Irdeb. “Funciona também como uma contrapartida dentro do nosso conceito de pensar a comunicação pública para fora, com as parcerias nacionais, internacionais e o nosso portal na internet, e para dentro da Bahia”, completa Pola Ribeiro, diretor geral do Instituto.


Documentários e Musicais

Outra grande aposta da TVE Bahia para a programação momesca são os documentários e os especiais musicais que irão ao ar, produzidos tanto pelos profissionais da casa quanto pela produção independente. Nesta parte do menu, não faltará opção ao tele-folião.
Haverá, por exemplo, sete programas musicais de 30 minutos de duração com Otto, Ramiro Musotto, Cidadão Instigado, Dado Brazaville, Marcionílio, Carlinhos Cor das Águas e outros nomes de trios alternativos que integraram o projeto Carnaval Pipoca, da Secult, em 2009; documentários sobre os 60 anos do trio elétrico, os 40 anos do Carnaval de Angola e, com direção do jornalista Antônio Pastore, No Ilê das Máscaras, sobre o Carnaval de Maragogipe, no recôncavo baiano.
Algumas novidades, como o programa Nosso Carnaval 2010 (segunda a sábado, 12h45), apresentado pela jornalista Maíra Portela, e o jingle exclusivo que Moraes Moreira gravou para a TVE Bahia já estrearam na emissora ou serão exibidos antes do Carnaval, caso do documentário de Pastore, programado para o domingo (07/02) que antecede a folia, às 19 horas, na faixa do Especial TVE.
Na verdade, a emissora não se limita ao projeto Nosso Carnaval e trabalha, editorialmente, a celebração de Momo no contexto do ciclo de festas populares do verão baiano. Ou seja, desde a cobertura da Festa de Santa Bárbara, em 4 de dezembro, busca-se pensar o Carnaval em uma perspectiva mais ampla, que não se limite ao acompanhamento de seis dias de música e agitação nas ruas de Salvador. 


Novo portal: folia para o mundo

Com o novo portal, o Irdeb materializa sua visão do Carnaval como uma festa para o mundo ver. O site, além de oferecer em tempo real a programação da TVE Bahia, estará plugado em todos os destaques da celebração soteropolitana, já que contará com equipe própria de jornalistas e fotógrafos, links exclusivos com o melhor dos três circuitos, dicas, serviços de utilidade pública e chats de interação com o internauta.
Além de seu reconhecido time de jornalistas, que inclui Lívia Calmon, de volta à emissora há três meses, a TVE volta a convocar um grupo de apresentadores – entre eles, Liliane Reis – e comentaristas convidados – Gerônimo, Juliana Ribeiro etc. – para potencializar e diversificar sua cobertura. Não deixa de conferir. É como o mestre Moraes antecipa no jingle: Bahia chama o Brasil que a festa vai ser demais.