Festival de Música

27/03/2009 13:52:30
Novos talentos, prêmios e guitarra baiana no VII Festival de Música Educadora

show_festival
O grupo Candice e Os Imorais, com a canção Revele-me, e o instrumentista Hugo San, com a composição Sinfonia Primeira de Pagode, foram os grandes vencedores do VII Festival de Música Educadora FM, que celebrou a dupla Dodô e Osmar, inventores do trio elétrico, e a guitarra baiana em sua cerimônia de premiação, realizada na noite de quarta-feira (04/11) no Teatro do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb).

A balada pop Revele-me, de Candice Morais e Guilherme Carvalho, garantiu ao grupo o prêmio de Melhor Música com Letra, que foi entregue pelo secretário de Cultura do Estado, Márcio Meirelles. E Hugo San, com sua Sinfonia Primeira de Pagode, “uma peça construída sobre o ritmo do pagode”, segundo o maestro Tom Tavares, coordenador do Festival, levou o troféu de Melhor Música Instrumental, recebido das mãos de Pola Ribeiro, diretor geral do Irdeb. Além do prêmio de R$ 12 mil para cada um e da inclusão de suas músicas no CD da Educadora FM 107.5, os dois foram automaticamente selecionados para o Festival Nacional de Música da Arpub (Associação das Rádios Públicas do Brasil), com premiação total de R$ 65 mil marcada para o dia 8 de dezembro no Recife (PE), e, mais que isso, terão seus temas executados por 11 emissoras de dez estados, além da rádio pública da Bahia, durante todo esse período.

O VII Festival de Música Educadora FM também premiou: Suzana Bello como Melhor Intérprete Vocal pela gravação de Yúna (composição de Reinaldo Sepúlveda); o violonista Junior Figuerêdo como Melhor Intérprete Instrumental pela composição Fazendo Fuzuê, de sua autoria; e o violonista Thiago Ribeiro, prêmio de Melhor Arranjo com a composição Sombra. Os três ganharam o prêmio em dinheiro de R$ 6 mil reais cada um e, do mesmo modo que Candice e Hugo San, integram o CD desta sétima edição. Um cachê simbólico de R$ 1 mil por faixa será pago aos artistas que participam do álbum. Confira lista completa dos nomes que estão no disco ao final do texto.

“Foi uma grande surpresa, eu tremia, fiquei muito feliz”, resume, com emoção, Candice Morais, de 30 anos, vocalista do grupo. “Eu queria muito entrar no CD, mas não esperava ganhar o prêmio principal, achávamos que a música não era muito a cara da Educadora”, conta a intérprete, que gravou Revele-me para  disponibilizar na comunidade virtual MySpace e colocou a canção no Festival literalmente no último dia da prorrogação do prazo de inscrição.

Nascida em Santo Antônio de Jesus, Candice é formada em publicidade, mora no bairro da Graça e participou do Festival pela primeira vez em 2009. “Esse dinheiro será investido na gravação do nosso CD, tem que acreditar no sonho e tentar”, afirma a cantora, que tem como experiência anterior apenas a participação nos vocais de alguns jingles que produz no estúdio montado há dois anos em parceria com alguns amigos. “O Festival é super profissional e organizado, e tem uma coisa bacana, que é a votação do público”, avalia.

Quem faz coro com a opinião deste novo talento da música baiana é próprio Tom Tavares, que integrou o júri ao lado de Carlinhos Cor das Águas, Lula Carvalho, Alexandre Borega Requião e Ray Gouveia. “Trata-se do mais importante evento no gênero em todo o território nacional, servindo, inclusive, como referência, exemplo que se espelha na criação de festivais semelhantes, realizados em outros estados, todos eles criados a partir dos nossos Edital e Regulamento”, declara o músico. “A semente frutificou.”

As mais de trezentas pessoas que lotaram a sala principal e o foyer do Teatro do Irdeb, além do público que acompanhou a transmissão ao vivo da cerimônia pela Educadora FM e pela TVE Bahia, também foram agraciadas com a performance inspirada de músicos de diferentes gerações em homenagem a Dodô e Osmar, criadores do trio elétricos, e à guitarra baiana. Subiram ao palco para o tributo Aroldo Macedo e Armandinho, filhos de Osmar, e as bandas Retrofoguetes e Baiana System, que mostraram com competência as possibilidades de releitura de uma musicalidade que nasceu em pleno carnaval soteropolitano, mas hoje parece longe de se esgotar apenas no tradicional formato da folia.


Outro aspecto que chamava a atenção durante o evento foi a presença de artistas de vários segmentos da música baiana. Rap, rock, jazz fussion, MPB, pop e outras tendências estavam bem representadas. Para completar o caldeirão musical, Mário Sartorello, diretor da Educadora FM, encerrou a noite com uma discotecagem de primeira. Resultado: alguns interessados já estão buscando informações sobre o Festival de 2010.

VII FESTIVAL DE MÚSICA EDUCADORA FM

14  MÚSICAS FINALISTAS (relacionadas por ordem alfabética) que integram o CD do “7o FESTIVAL DE MÚSICA EDUCADORA FM”:

A CANÇÃO DO ADEUS (Ivana Vivas/Toni Oliveira/Ricardo “Flash” Alves) Demoiselle
A GANGUE (Marcelo Galter) Marcelo Galter
APARÁ (Mariella Santiago) Mariella Santiago
CAMINHO(Tainah) Tainah
CHORANDO DE BRINCADEIRA (Jurandir Santana) Jurandir Santana
DOM CASMURRO (Paulinho Andrade) Paulinho Andrade
FAZENDO FUZUÊ (Junior Figuerêdo) Junior Figuerêdo
GAFIEIRA EM IRARÁ (Nivaldo Cerqueira) Nivaldo Cerqueira
PASSARGADA 45 (Ricardo Marques) Ricardo Marques
REVELE-ME (Guilherme Carvalho/Candice Morais) Candice e os Imorais REVOADA (Marco Feitosa) Natália Passos
SINFONIA PRIMEIRA DE PAGODE (Hugo San) Hugo San
SOMBRA (Thiago Ribeiro) Thiago Ribeiro
YÚNA (Reinaldo Sepúlveda) Suzana Bello

PREMIADOS DO VI FESTIVAL DE MÚSICA EDUCADORA FM

MELHOR MÚSICA COM LETRA: “REVELE-ME”, de Guilherme Carvalho e Candice Morais, gravada por CANDICE E OS IMORAIS.

MELHOR MÚSICA INSTRUMENTAL: “SINFONIA PRIMEIRA DE PAGODE”, de Hugo San, gravação de HUGO SAN.

MELHOR INTÉRPRETE VOCAL: SUZANA BELLO, na gravação da música “YÚNA”,  de Reinaldo Sepulveda.

MELHOR INTÉRPRETE INSTRUMENTAL: JUNIOR FIGUERÊDO, na gravação da sua música “FAZENDO FUZUÊ”.

MELHOR ARRANJO: realizado por THIAGO RIBEIRO para a sua música intitulada “SOMBRA”, gravada pelo próprio compositor.