Show de 30 anos do Garagem

13/10/2011 21:37:25

gara_g
O Grupo Garagem, o de maior longevidade entre os nomes do jazz baiano, completou três décadas em 2011.

E o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) deixou ouvintes, internautas e telespectadores mais próximos da festa programada para o dia 16 de outubro, 20h, no Teatro Castro Alves, que celebrou os 30 anos da banda.
O show contou com a formação clássica do Garagem – os exímios Ivan Huol (bateria e percussão), Ivan Bastos (contra-baixo) e Rowney Scott (saxofone) – mais as participações do Neojibá e da Orkestra Rumpilezz.

No currículo, estão apresentações nos Estados Unidos e em festivais por todo o país.
O guitarrista Mou Brasil e o pianista Luizinho Assis está entre os gigantes da música instrumental baiana que já passaram pelo Garagem.
O grupo também já dividiu o palco com grandes nomes do cenário nacional, a exemplo de: Márcio Montarroyos, Paulo Moura, Arthur Maia, Raul de Sousa, Nivaldo Ornelas, Raul Mascarenhas, Mauro Senise, Victor Biglione, Sebastião Tapajós, Gilson Peranzeta, Marcos Ariel, Nico Assunção, Carlos Malta, Paulinho Trompete e Ricardo Silveira.
Além de revisitar celulas rítmicas da cultura popular com o gesto livre e inventivo que é a marca das improvisações jazzísticas, o Garagem tem feito ao longo de anos um reconhecido trabalho de aproximação do público local de sonoridades e timbres pouco comuns, a exemplo de Scott à frente do sax soprano.
O Garagem também é a banda base da tradicional Jam no Mam, que acontece aos sábados no Museu de Arte Moderna da Bahia.

Tapajós, Gilson Peranzeta, Marcos Ariel, Nico Assunção, Carlos Malta, Paulinho Trompete e Ricardo Silveira.
Além de revisitar celulas rítmicas da cultura popular com o gesto livre e inventivo que é a marca das improvisações jazzísticas, o Garagem tem feito ao longo de anos um reconhecido trabalho de aproximação do público local de sonoridades e timbres pouco comuns, a exemplo de Scott à frente do sax soprano.
O Garagem também é a banda base da tradicional Jam no Mam, que acontece aos sábados no Museu de Arte Moderna da Bahia.