Educadora celebra aniversário com Radionovela inédita

31/03/2014 15:04:57

altEm comemoração ao 36º aniversário da Rádio Educadora da Bahia, que é celebrado em 31 de março, dia mesmo da festa, coloca no ar, durante a programação, depoimentos de ouvintes que falam sobre a importância da rádio para a Bahia. Também para celebrar a data, será  lançada a radionovela “O Compadre de Ogum”, parte integrante da série inédita gerada a partir do edital do IRDEB para Programas Radiofônicos em Formato de Radionovela, com histórias extraídas de livros de Jorge Amado, que serão exibidas em 2014. Na radionovela “O Compadre de Ogum” irão ao ar 10 capítulos com cinco minutos de duração, veiculados durante duas semanas, de segunda a sexta-feira, sempre às 08:30h, com reprises às 17:30. Um condensado da semana será veiculado aos sábados às 08:30h.

A radionovela conta a história de Massu, um negro de 25 anos, boa gente, que nunca gostou de trabalhar e vive a beber e vadiar com seus amigos pelas ruas do Pelourinho na década de 1960. A vida de Massu dá uma reviravolta com a chegada inesperada de um filho, fruto de uma relação casual com uma prostituta. Isso lhe trouxe obrigações inesperadas. Uma delas seria batizar a criança antes de completar um ano, porque sua mãe não admitia que o neto não fosse batizado. Mas o parecia ser uma obrigação simples se transformou num grande problema: com tantos amigos como escolher o que deveria ser o padrinho de seu filho? Foi aí que algo muito misterioso aconteceu: Massu tem uma visão de Ogum por entre os matos, que se aproximou rindo e dizendo que iria resolver o problema.

Mas isso só aconteceria se Massu fosse procurar o Orixá. Por isso mesmo, no dia seguinte, ele se juntou aos amigos e se dirigiram ao “Axé da Meia Porta”, onde Ogum se manifestou por meio de búzios, aproximou-se contente e sorrindo para fazer a revelação bombástica: para o espanto de todos, Ogum decidiu que ele próprio será o padrinho do filho de Massu. Depois da revelação, o Orixá se despediu, afirmando que só voltaria no dia do batizado. A revelação de Ogum causou alvoroço. Afinal, como um Orixá vai entrar em uma Igreja Católica, e ainda mais para ser padrinho de uma criança? A partir daí, só ouvindo a radionovela, para saber o que aconteceu...