II Encontro Afro - Latino

20/05/2010 17:51:17


logo_encontroafrolatinoCom o tema “A Força da Diáspora Africana”, acontecerá em Salvador, entre os dias 25 e 28 de maio, o II Encontro Iberoamericano de Ministros da Cultura para uma Agenda Afrodescendente nas Américas (II Encontro Afro-latino). O objetivo principal é a elaboração de um plano que contemple políticas públicas de ações afirmativas para a igualdade racial. Estas ações serão formatadas por meio de projetos e propostas de cooperação entre os 20 países da América Latina e Caribe que participam da reunião. O evento é promovido pelo Ministério da Cultura, por meio da Fundação Cultural Palmares. 

A reunião é um compromisso assumido em 2008, na primeira edição do encontro em Cartagena, na Colômbia, e reunirá, além dos ministros de cultura, organismos internacionais como a Organização dos Países Ibero-Americanos (OEI), Unesco e Organização Internacional para as Migrações. Paralelo à reunião dos ministros, acontecerá também o Encontro de Pensadores, reunindo agentes políticos, sociais e especialistas na área de cultura negra na América Latina e Caribe para, também, dialogarem sobre as diretrizes políticas em torno do tema.

As oficinas de percussão e atividades artísticas também ganharão destaques no II Encontro Iberoamericano de Ministros da Cultura para uma Agenda Afrodescendente nas Américas. Os interessados em participar do Encontro de Pensadores e nas oficinas de percussão devem se inscrever no site: www.encontroafrolatino.com . Os ingressos dos shows também devem ser retirados no site (clicar em inscrições) e trocados na portaria dos locais onde irão acontecer as apresentações artísticas. As vagas são limitadas.

O primeiro encontro aconteceu em 2008 e foi considerado um marco na proposta de cooperação multilateral entre os países ibero-americanos, que elegeram a diversidade cultural como objetivo de um projeto de integração que deve ganhar contornos nessa segunda edição. A Declaração de Cartagena chamada, “Agenda Afrodescendente nas Américas”, contribuiu para criar novos horizontes na agenda multilateral de cooperação no campo da cultura e foi determinante na escolha da ONU para que 2011 fosse declarado o “Ano de la Ascendência Africana” pelas Nações Unidas.
Estima-se que hoje América Latina e Caribe concentrem uma população de 150 milhões de afrodescendentes. A diáspora africana na região representa cerca de 30% da população total entretanto,  ainda há uma desatenção generalizada ao contingente dos que representaram os vários séculos de aporte cultural material, imaterial e simbólico dos afrodescendentes na região.

Observatório Afro-Latino: ferramenta de intercâmbio cultural na Internet

Uma das novidades que serão mostradas na pauta do encontro é a apresentação do Observatório Afro-latino, um programa virtual de intercâmbio de conteúdos sobre as culturas de comunidades afro-latinas e caribenhas. Criado pela Fundação Cultural Palmares, o programa visa o compartilhamento de idéias e propostas do pensamento sobre a questão do negro na América Latina. A ferramenta é virtual e pretende estar em permanente construção, com a colaboração de todos os que estão engajados na luta pelo reconhecimento da contribuição afro na construção das sociedades.
Desde o primeiro encontro foi aprovada a recomendação de que sejam estimulados processos de comunicação nos diferentes meios para superar a exclusão social, por meio da produção de conteúdos próprios pelas comunidades afrodescendentes. Dessa forma, o Observatório Afro-Latino foca o incentivo à adoção de formas de representação apropriadas e coerentes com sua cultura e aspirações.  Esta recomendação foi baseada na discussão de como os meios de comunicação podem contribuir para o acesso e a divulgação das manifestações culturais afrodescendentes e para a consolidação de uma sociedade mais justa e igualitária.

Mais informações no site do encontro: www.encontroafrolatino.com