Artesãos da Cultura Baiana

06/11/2013 22:36:48

Na próxima quinta-feira, dia 07 de novembro, será lançada a série de audiovisual Artesãos da Cultura Baiana, que retrata atividades artesanais identitárias de diversas regiões Bahia. O projeto tem o objetivo de valorizar e estimular culturas de produção de utilitários ou decorativos que trazem o livre traço de expressão popular. O evento será realizado no Teatro do Irdeb (Federação, Salvador), das 9 às 11h, e contará com a presença de artesãos de todo o estado e autoridades, que explanarão sobre a área e sobre os documentários apresentados. Quem sobe ao palco para encerrar a manhã é um grupo de samba de roda de Santa Teresinha, do Recôncavo da Bahia.

 

Na manhã de lançamento, estarão presentes o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Nilton Vasconcelos, o secretário de Comunicação Social (Secom – Bahia), Robinson Almeida, o diretor-geral do Instituto de Artesanato Visconde de Mauá, Elias Dourado, o diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Pola Ribeiro, a coordenadora do Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Gestão Social (CIAGS) da Escola de Administração da UFBA, professora Tânia Ficher.

O projeto Artesãos da Cultura Baiana é fruto de parceria interinstitucional entre a UFBA, através do Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Gestão Social – da Escola de Administração –, o Instituto Mauá, autarquia vinculada a Setre, e o Irdeb, viculado à Secom Bahia. A produção é da Fundo de Quintal Cinema e Vídeo em coprodução com a Movioca  Content  House.

O coordenador do projeto e autor da iniciativa, professor Eduardo Paes Barreto Davel, destaca a importância estratégica do projeto para valorizar, fortalecer e estimular empreendimentos culturais assentados nas tradições locais. “Os fazeres artesanais são fontes inestimáveis para materialização da identidade cultural. Portanto, caminhos estratégicos para fomentar o turismo cultural, a produção local diferenciada, o desenvolvimento socioterritorial baseado em uma cultura de trabalho respeitosa do humano”, explica. Para o diretor-geral do Mauá, Elias Nunes Dourado, este projeto só vem a somar com a missão do instituto, que tem atuado firme no resgate, preservação e promoção da legítima arte produzida em cada região do estado, valorizando e fomentando o artesanato baiano.

OS DOCUMENTÁRIOS

A Série Artesãos da Cultura Baiana reúne depoimentos de artesãos, de estudiosos e processos dessas artes manuais em 20 documentários de 25 minutos, 20 de cinco minutos e outros 20 de um minuto, em um total de 620 de minutos que mostram ofícios e objetos expressivos das diversas culturas baianas. “Isso nos permite usar plataformas diferentes para divulgar o trabalho dos artesãos da Bahia, pensando em vários suportes, como TV, web e celular”, diz o diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Pola Ribeiro.

Dez gestores sociais da UFBA – estudiosos da área – acompanharam todas as etapas de criação dos vídeos, oferecendo frequente consultoria, para que fossem retratadas peculiaridades das técnicas e ofícios dos artesãos. Esse projeto dos documentários reuniu um número grande de diretores de audiovisual para uma única produção: foram 14 ao total, que traziam experiências diversas, acadêmicas e de campo, como Sophia Federico, Kiko Póvoas, José Francisco Serafim, Fabíola Aquino, Paulo Alcântara e Igor Souto. “Foi um grande exercício de possibilidades. Ter contato com matérias-primas e técnicas rudimentares me fez perceber como podemos transformar nossa realidade”, conta Igor, que pertence à nova geração de cineastas que vem atuando na Bahia. Ele dirigiu o Modelando a Tradição, que mostra produtos com o barro de Maragogipinho, distrito de Aratuípe, considerado, há uma década, o maior pólo de cerâmica da América Latina, pela Unesco.

Na série, há, também, trabalhos com piaçava encontrado em Porto Sauípe, produtos utilitários do sisal de Valente, rendas de bilro de Saubara, bordado de Richelieu de Cachoeira, cerâmica de Lençóis, produtos da palha de ouricuri de Santa Teresinha, entre outros, somando 15 cidades visitadas pelo projeto. Entre elas estão, ainda, Maragogipe, Rio de Contas, Barra, Santa Maria da Vitória, Itabuna, Castro Alves, Paulo Afonso e Salvador.

No primeiro semestre de 2014, a série Artesãos da Cultura Baiana vai ao ar pela TVE Bahia e, já na segunda quinzena deste mês de novembro, as versões de cinco e um minuto estarão disponíveis através do site do projeto www.artesaosdacultura.ufba.br.  Lista compelta da série: Modelando a Tradição (produtos com o barro de Maragogipinho); Esculpindo feito Louco (obras com madeira de Cachoeira); Palhas Trançadas de Cor (trabalhos com piaçava de Porto Sauípe); Artesãs de Fibra (produtos utilitários do sisal de Valente); Joia de Crioula (peças metal de Salvador); Entrelinha(renda de bilro de Saubara); Fio do Tempo (bordado de Richelieu de Cachoeira); Tecendo Misturas (algodão e fibras de Salvador); Entremundos ( produtos de couro de Salvador); Tecendo Alaká (tecidos de Salvador); Reconvexo (cerâmica de Barra); Barro Vivo (cerâmica de Coqueiros); Do Alto da Estrela (cerâmica de Lençóis); Flores do Quilombo (produtos da palha de Ouricuri de Santa Teresinha); A Leveza do Saber (peças em papel machê de Salvador); No Balanço do Sossego (artigos de algodão de Paulo Afonso); Tecidos de Memória (bordado de crivo de Rio de Contas); Amuletos do Velho Chico (carrancas de madeira de Santa Maria da Vitória);  Tradição do Samba Chula (papel machê do Recôncavo) e Barro Barroco (cerâmica de Itabuna).

ONDE: Teatro do Irdeb, Rua Pedro Gama, 413 A, Alto do Sobradinho, Federação, Salvador

QUANDO: dia 07 de novembro de 2013, das 9 às 11h

INFORMAÇÕES: (71) 3116-6187

www.artesaosdacultura.ufba.br